sexta-feira, 28 de julho de 2017

TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

A maioria dos pacientes dependentes químicos me procuram com muito receio da internação psiquiátrica para desintoxicação. Eu diria que não há regra para tal conduta, entretanto, é muito difícil que haja resposta satisfatória por longo período se ela não acontecer em algum momento do tratamento. Geralmente ela se faz necessária pelo risco da síndrome de abstinência no início do tratamento. Em alguns casos existe a possibilidade de internação psiquiátrica domiciliar, porem, as orientações aos familiares ou cuidadores devem ser realizadas com muito cuidado e a experiência e disponibilidade do psiquiatra são imprescindíveis. 

Primeiro ponto que quero ressaltar nesse tipo de tratamento, independente se houver ou não indicação para internação, é sobre a motivação. Não há tratamento para dependência química se não houver motivação do paciente. O apoio familiar ou de amigos é extremamente importante, mas os tratamentos mediados apenas por eles, sem que o paciente esteja de acordo, geralmente não tem resposta satisfatória. Muitas vezes o primeiro passo no tratamento para dependência química é trabalhar em psicoterapia semanal a motivação para o tratamento. 

Em relação às medicações utilizadas nesse processo, vejo que os pacientes criam muita expectativa em relação aos seus efeitos terapêuticos. A maioria chega ao meu consultório com a ideia de que se tomá-las ficarão sem usar as drogas como em um passe de mágicas e, infelizmente, isso está longe de ser verdade. Oque realmente ocorre é que não há medicações específicas para esse fim, mas existem muitas medicações que podem auxiliar no tratamento, dependendo, por exemplo, das comorbidades psíquicas e de outras particularidades a serem analisadas no consultório. 

O tratamento para dependência química é na verdade multidisciplinar, ou seja, medicamentoso, psicoterápico, clinico, desportivo e nutricional. A psicoterapia inclui não apenas a psicoterapia convencional, mas também as terapias alternativas direcionadas ao auto- conhecimento e ao auto- controle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário