quarta-feira, 6 de julho de 2016

Psicoterapias! 

Os tratamentos psicoterápicos, ou seja, as terapias, psiquiátricas ou psicológicas, apresentam quatro categorias. 

PSICOTERAPIA INDIVIDUAL: pode ser breve, geralmente 12 sessões, ou prolongada por tempo indeterminado. Pode ser de APOIO, mais indicada para transtornos de adaptação, crises emocionais agudas ou quando o que se espera é um funcionamento melhorado como na esquizofrenia, por exemplo. ORIENTADA AO INSIGTH, indicada no tratamento da ansiedade, depressões, transtornos dissociativos e somatoformes, transtornos de personalidade, neurose e traumas. 

MODIFICAÇÃO DO COMPORTAMENTO: são um grupo de terapia que trabalha com os princípios da aprendizagem. Nelas estão inseridas a DESSEMSIBILIZAÇÃO SISTEMÁTICA, expondo o paciente a estímulos causadores de ansiedade e ensinando-os a relaxar. Geralmente utilizada nas fobias. SUBSTITUIÇÃO que nada mais é do que substituir um comportamento indesejado por outro desejado (fumar/ mascar chicletes). HIPNOSE que é a indução de um estado avançado de relaxamento durante o qual são realizadas sugestões. Muito utilizada para dores crônicas e transtornos conversivos. 

TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL: utilizada para a modificação de comportamentos prejudiciais ao funcionamento do paciente que acontecem como resultado de respostas cognitivas. Geralmente utilizada para depressão unipolar, criando basicamente pensamentos menos pessimistas e mais realistas. 

TERAPIAS SOCIAIS: ocorrem em grupo, família ou casal as técnicas utilizam os princípios da terapia de casal e de apoio individual. 

Cada caso deve ser avaliado pelo psiquiatra ou psicólogo para que assim seja definida a melhor indicação. As psicoterapias quando há indicação, motivação do indivíduo para realizá-la, persistência e habilitação pelo profissional que a realizará tem resultados surpreendentemente positivos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário